Make your own free website on Tripod.com

Santa Eugénia

José Nogueira dos Reis
Home | LIVRO DE VISITAS | "LINCK PARA VIDEO DE ALIJÓ" | Fotos de Santa Eugénia | História/Filosofia | José Nogueira dos Reis | "EMAIL" | EM ACTUALIZAÇÃO | A ACTUALIZAR | EM ACTUALIZAÇÃO | EM CONSTRUÇÃO | About Me | Favorite Links | Contact Me
 

O Trabalho e a Personalidade

Realizado por:

José Nogueira dos Reis

 

Introdução ao estudo da Personalidade

Breve histórico

Originariamente, a palavra pessoa designava a máscara que o actor punha no rosto (latim, persona, litchina, no antigo russo, litchnost, no russo actual), passando depois a designar o actor e o seu papel: a pessoa do rei, do acusador, etc. Com o tempo a excepção da palavra estendeu-se ao mundo interior do indivíduo

Preâmbulo

Ao longo da evolução histórica, o trabalho modelou o homem; a sua acção determinante na formação da pessoa humana continua nos nossos dias. Esta é uma tese que tanto partilham filósofos e psicólogos materialistas como idealistas.

Estranho, é não abundarem trabalhos e/ou estudos interessados em mostrar as particularidades e as leis da génese das diversas qualidades da personalidade nas condições concretas do trabalho.

Tendências Filosóficas/Psicológicas.

Materialista: Esta por sua vez cindiu-se, em duas correntes. 1ª- assenta em posições biológicas; 2ª- assenta em posições sociológicas.

Continuação

Tendência idealista: è a ideia de unidade do espiritual e da pessoa, cujas raízes mergulham em Platão, que está na base da filosofia idealista moderna do personalismo.

Teorias de Formação

Na teoria dos grupos e dos indivíduos no processo de trabalho define-se a exposição relativa às qualidades da personalidade e da sua co-relação com o trabalho. Deva-se ter  especial atenção às qualidades que se inscrevem nos vários aspectos da estrutura funcional dinâmica da personalidade.

Personalistas Americanos

B. Bowne e J. Royce, fundadores do personalismo, consideram a personalidade uma substância «supra-individual», cuja mentalidade a manifesta, tanto em relação à essência física como à essência psíquica, na sua opinião, a substância da pessoa forma o «nódulo», que está rodeado de «esferas» empiricamente reconhecíveis: o temperamento, o carácter, as capacidades.

Pensar o Homem

Pertencente à ordem inteligível e pensado como ser fenoménico, pode acontecer ao mesmo tempo«pois que uma coisa na ordem dos fenómenos(...)esteja submetida a certas leis, de que essa mesma coisa ou ser em si, é independente, isso não contém a mesma contradição, porque no 1º caso o homem pensa-se afectado pelos sentidos e, portanto, como pertencente ao mundo inteligível.

Levantamento Temático

Vontade e Liberdade como sua Propriedade.

Agir incondicionalmente supõe«Liberdade de vontade»

A liberdade é o princípio fundamental de toda a moralidade

Vocabulário ou expressões mais usadas, na linguagem Kantiana

Boa-vontade Agir por puro respeito pela lei.

Razão prática dinamismo ou uso moral da razão.

Felicidade conjuntamente com a vontade constitui o Soberano Bem .

Respeito observância por respeito à lei; em conformidade c/a lei; por obediência à lei e não por outra razão.

Competências Profissionais

Capacidade de calculo

Capacidade de raciocínio

Capacidades criativas

Capacidades directamente ligadas ao trabalho

Capacidade de comunicação

Capacidades Pessoais/Interpessoais

Balanço de Competências Desenvolvidas ao Longo da Vida

Humanas

Aquisição de Competências Sócio-Profissionais

Desenvolvimento Pessoal

Atitudes e Comportamento

Comunicação e Relacionamento

Motivações

Mudança

Normas, Valores e Quadros de Referência

Valores Profissionais

Pessoas

 Actividade Física

Bom Salário

Criatividade

Elevada Realização

Independência

Liderança

Prestigio

Risco

Segurança no Emprego

Trabalho com Pessoas

Fenómenos Psíquicos

1-     Processos Psíquicos

2-     Estados Psíquicos

3-     Propriedades Psíquicas

 

   Fenómenos Psíquicos, Manifestações

1-     Sensações, percepções, memória, reflexão, etc.

2-     Vigor, Fadiga, Actividade, Passividade, Irritabilidade, e os Diferentes Estados de Espirito

3-     Estas são mais estáveis, embora sejam variadas. As modificações pela evolução biológica do homem, compreendidas entre a nascença e a velhice. Mas são sobretudo modificações quando expostas a influências das condições sociais e da educação.

 O Conceito da Personalidade

Está intimamente ligado ao conceito de Ego

Inquérito de Qualidades Desenvolvidas numa Empresa

Total de Respostas- 233

Perseverança

71

30%

Iniciativa

38

16%

Constância no Esforço

32

14%

Coragem

28

12%

Resolução

19

08%

Organização

13

06%

Independência

13

06%

Desejo de Instrução

12

05%

Assiduidade

07

03%

Total

233

100%

 

.As Relações de Personalidade

Uma Relação Existe sempre em Função de Mim Mesmo.

O Animal não está em relação com o que quer que seja, não conhece qualquer relação.

Para o animal, as suas relações com os outros não existem como relações.

O Reflexo das Relações Objectivas

Pela consciência, no plano ontológico, como fenómeno psíquico.

E, no plano ontológico, como se sabe, não se pode qualificar de subjectivo, num fenómeno psíquico.

No plano ontológico, os fenómenos psíquicos, com inclusão das relações psíquicas são objectivas.

As Relações Pessoais

Quando conscientes, enquanto forma superior, que é pertença única do homem, das relações psíquicas, surgem num lugar onde se constituem as operações do«Eu» e do «Não-Eu».

A forma da Relação Pessoal que põe o Ego em evidência (ofensa, timidez, medo, etc.) é dado ao homem geneticamente.

Filo e Ontológicamente

A gama complexa das relações psíquicas que permitem compreender asa relações pessoais do homem no trabalho, chama-la-emos de «série genética das relações.

O ganido de um cão espancado, o bebé que deixa de chorar quando lhe mudam a fralda representam relações psíquicas extremamente primitivas.

Mas quando um cão baixa a cauda ao ver avançar um pau ou o bebé sorri ao ver aproximar-se a mãe, são relações um tanto mais complicadas incontestavelmente.

A Cultura - Um Trabalho Realizado por: José Nogueira dos Reis - A cultura, adquire-se através de muitos canais, que por sua vez, vão beber a muitas fontes, tais como: Formação Escolar FORMAÇÃO PROFISSIONAL EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Em cada uma destas "Fontes", se desenvolvem competências e/ou saberes, que nos ajudam a desenvolver os "Traços de Personalidade". Pessoalmente, Sou defensor, ou melhor, sou apologista da corrente que valoriza majoritariamente "As Competências-Sócio Profissionais".Julgo estarem inseridas num contexto mais vasto, mais variado e mais enriquecedor;Através delas, pela sua vastidão, variedade e dificuldade de resolução e/ou optimização permanente, o desenvolvimento do homem, torna-se mais efectivo e harmonioso, "Psico e Fisícamente. A referida "Aquisição de Competências Sócio-Profissionais", tem especial incidência, nas seguintes áreas:"Desenvolvimento Pessoal";"Atitudes e Comportamento";Motivação";"Normas Valores e Quadros de Referência";Comunicação e Relacionamento Interpessoal";"Dialéctica na Mudança";Competências Sócio Profissionais";"Organização e Funcionamento das Instituições"(Actualmente, com a precariedade de empregos e, com os contractos a Prazo ),"Desenvolvimento, do Conhecimento do Mercado de Emprego";"Desenvolvimento das Técnicas de Procura de Emprego";"Desenvolvimento de Novas Tecnologias". Ora, estas áreas, repartem-se pelos mais variados campos, ou saberes, tais como: Interesses Profissionais/Planeamento Vocacional; Testes no Processo de Selecção -Para que Servem, que Avaliam?; - Provas de Personalidade/Conhecimentos - Adequabilidade/Interesses e Valores , etc. ; "Cartas de Candidaturas, Respostas a Anúncios, Sobrevivência,etc. ;Balanço Permanente de Competências; _Competência Técnica, - Domínio do Saber(de ordem intelectual, que faz apelo ao raciocínio ); Competência Operacional- ..b..

A cultura, adquire-se através de muitos canais, que por sua vez, vão beber a muitas fontes, tais como:

                    Formação Escolar

                     FORMAÇÃO PROFISSIONAL

            EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 

 

   Em cada uma destas Fontes, se desenvolvem competências e/ou saberes, que nos ajudam a desenvolver os Traços de Personalidade.

Pessoalmente, Sou defensor, ou melhor, sou apologista da corrente que valoriza majoritariamente «As Competências-Sócio Profissionais».Julgo estarem inseridas num contexto mais vasto, mais variado e mais enriquecedor;Através delas, pela sua vastidão, variedade e dificuldade de resolução e/ou optimização permanente, o desenvolvimento do homem, torna-se mais efectivo e harmonioso, Psico e Fisícamente. A referida Aquisição de Competências Sócio-Profissionais, tem especial incidência, nas seguintes áreas:

Desenvolvimento Pessoal;

Atitudes e Comportamento;

Motivação;

Normas Valores e Quadros de Referência;

Comunicação e Relacionamento    Interpessoal;

Dialéctica na Mudança;

Competências Sócio Profissionais;

Organização e Funcionamento das Instituições(Actualmente, com a precariedade de empregos e, com os contractos a Prazo ),

Desenvolvimento, do Conhecimento do Mercado de Emprego;

Desenvolvimento das Técnicas de Procura de Emprego;

Desenvolvimento de Novas Tecnologias.

 

   Ora, estas áreas, repartem-se pelos mais variados campos, ou saberes, tais como:

    Interesses Profissionais/Planeamento Vocacional;

    Testes no Processo de Selecção

    Para que Servem, que Avaliam?;

   - Provas de Personalidade/Conhecimentos

   Adequabilidade/Interesses e Valores , etc. ;

   Cartas de Candidaturas, Respostas a Anúncios,

    Sobrevivência,etc.

    ;Balanço Permanente de Competências;

   _Competência Técnica, - Domínio do Saber(de ordem intelectual, que faz apelo ao raciocínio );

    Competência Operacional- O domínio do Saber Fazer( que faz apelo à execução) ;

    Competência Humana ( Domínio do Saber-Ser «Que faz apelo às qualidades interpessoais, de Relacionamento Humano mais do domínio Comportamental »).

    Competências Adquiridas com Experiências Positivas e/ou Negativas.

   Balanço Pessoal ou Auto-Balanço

    «Tentar  Combinação Vencedora»

    Estilo de vida profissional,« o que o caracteriza?, desejo de evoluir, etc. »

   Consultas Psicológicas,  sobre Formação e Desenvolvimento. Do tipo: «Gosto Muito», «GOSTO», «Não Gosto», «Não Gosto Mesmo Nada»

   Valores e Atitudes

  Quadro de Competências     Profissionais

Ø   Capacidade de Calculo

Ø   Capacidade de Raciocínio

Ø   Capacidades Criativas

Ø   Capacidades directamente ligadas ao Trabalho

Ø   Capacidades de Comunicação

Ø   Capacidades Pessoais

Ø   Inter- Pessoais

Ø   Balanço de Competências Desenvolvidas ao Longo da Vida.

Ø   Valores Profissionais;

Ø   Actividade Física

Ø   Criatividade

Ø   Elevada Realização

Ø   Independência

Ø   Liderança

Ø   Prestígio

Ø   Risco

Ø   Segurança no Emprego

Ø   Trabalho com Pessoas.

 Qualidades Desenvolvidas Profissionalmente

Perseverança

Iniciativa

Constância no Esforço

Coragem

Resolução

Organização

Independência

Desejo de Instrução

Assiduidade.

 AS Relações Pessoais

Quando conscientes, enquanto forma superior do homem, das Relações Psíquicas, surgem num lugar onde se constituem as operações do «EU« e do «NÃO-EU«.

A forma da Relação que põe o Ego em evidência( ofensa, timidez, medo, et.) é dado ao Homem geneticamente.

O Reflexo das Relações Objectivas

Pela consciência, no Plano Ontológico, como Fenómeno Psíquico.

E, no plano ontológico, como se sabe, não se pode qualificar de Subjectivo, num Fenómeno Psíquico.

No Plano Ontológico, os Fenómenos Psíquicos, com inclusão das Relações Psíquicas são Objectivas.

AS RELAÇÕES INTER-PESSOAIS